Grupo BIG investe na gestão de resíduos e amplia o processamento de lixo orgânico em Osasco

Por Redação 20/01/2022 - 11:29 hs

Pensando em aprimorar o processo de gestão de resíduos em suas unidades, o Grupo BIG firmou parceria com a empresa de tecnologia Bioconverter™ para a instalação de máquinas que transformam os restos de alimentos orgânicos em um líquido rico em nutrientes e que pode ser destinado ao sistema de esgotamento sanitário de forma segura. O projeto-piloto foi iniciado agosto deste ano, no BIG Osasco, e a nova fase de expansão contemplará 25 lojas da companhia, incluindo o Sam’s Club da cidade.

 

Com a capacidade para realizar a biodigestão de até uma tonelada de resíduos orgânicos por dia, o equipamento instalado na unidade reduz significativamente a pegada de carbono ao operar em três vertentes: tecnológica, biológica e mecânica. Desde a implantação do projeto, o BIG de Osasco deixou de enviar aproximadamente 56 mil litros de resíduos orgânicos para o aterro sanitário da região. A iniciativa também contribuiu para reduzir em cerca de 50 toneladas a emissão de gás carbônico na atmosfera, o que equivale ao plantio de mais de 830 árvores.

 

“O tratamento e a destinação correta dos resíduos gerados é fundamental para a preservação do meio ambiente e para solucionar um dos maiores problemas ambientais da atualidade: a quantidade de lixo gerado que é enviada aos aterros sanitários”, afirma Marcelo Tardin, diretor-executivo de administração e de sustentabilidade do Grupo BIG. “Com a solução, vamos reduzir consideravelmente a quantidade matéria orgânica que era destinada aos aterros sanitários, diminuindo também o número de viagens e, consequentemente, a nossa pegada de carbono”, completa.