Secretaria de Saúde do Estado Responde acusações feitas por Márcio França no Instagram

Por Gilberto de Almeida 09/01/2022 - 12:02 hs
Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, retornou o contato feito pela reportagem do Portal NOR, sobre às acusações feitas pelo ex governador Márcio França, através de vídeo Publicado no Instagram onde afirma que o contrato firmado com a Organização Social de Saúde Santa Casa do Pacaembu, investigada pelo suposto desvio de recursos da Saúde Estadual na operação Raio X, na qual no início da semana França foi alvo de buscas e apreensão em endereços ligados a sua família, foi renovado e pago integralmente pela atual gestão, leia o que diz a nota abaixo.

Nota Oficial da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo!

A Secretaria de Estado da Saúde repudia a atitude mentirosa e desesperada do investigado Márcio França de tentar associar a atual gestão à organização social de saúde (OSS) Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu. A referida OSS não possui nenhum contrato ou convênio com a Secretaria e, inclusive, teve sua qualificação como Organização Social de Saúde em São Paulo suspensa cautelarmente pela atual gestão. Os fatos podem ser checados no Portal da Transparência. 

Ao tomar conhecimento das denúncias sobre a entidade e os seus gestores, a Secretaria de Estado da Saúde instaurou investigação interna, que resultou na rescisão de todos os contratos de gestão com a OSS. A pasta é vítima e a atual gestão abriu investigação contra o responsável pela contratação das organizações sociais de saúde na gestão França. O caso ainda é acompanhado Controladoria Geral do Estado de São Paulo. 

Com relação ao conteúdo do vídeo do ex-governador, o Ministério Público, a Polícia Civil e a Controladoria Geral do Estado não concordam com França, visto o andamento das investigações que se arrastam por mais de um ano. 

Importante dizer que o Governo João Doria não deu carona em viagem oficial ao médico Cleudson Montalli, condenado a mais de 100 anos de prisão e envolvido em todas as denúncias relacionadas à OSS, como revelou a coluna do jornalista Lauro Jardim, no O Globo. O médico, que já havia sido investigado pela pasta estadual e demitido a bem do serviço público, teve a pena aliviada no apagar das luzes pelo próprio França, como publicado pela própria Folha de S.Paulo.

A Secretaria não admite qualquer conduta que viole a legislação ou desrespeite a população usuária do SUS, e reafirma seu compromisso com o uso correto dos recursos públicos e com o cumprimento das leis.

Entenda o caso  leia às matérias abaixo 

https://www.noticiasdeosascoeregiao.com.br/noticia/2034/quatro-sao-presos-por-desvio-de-10-milhoes-de-reais-da-ame-e-hospital-geral-de-carapicuiba.html

https://www.noticiasdeosascoeregiao.com.br/noticia/2355/ex-governador-marcio-franca-afirma-que-o-atual-governo-renovou-contrato-com-os.html