Secretaria de Estado da Habitação entrega 260 novos apartamentos em Santo André

Por Gilberto de Almeida 30/12/2021 - 22:47 hs

Secretaria de Estado da Habitação entrega  260 novos apartamentos em Santo André
Secretário de Estado da Habitação em exercício, Fernando Marangoni, entrega chaves do novo apto
A  Secretaria de Estado da Habitação entregou, por meio da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), nesta quarta-feira, 29 de dezembro, cinco torres residenciais com 260 apartamentos no Jardim Ipanema, em Santo André. As unidades são destinadas a famílias retiradas de áreas de risco no Jardim Santo André. A entrega das chaves ocorreu no conjunto habitacional e contou com a presença do secretário de Estado da Habitação em exercício, Fernando Marangoni.

O empreendimento recebeu investimentos de R$ 34,4 milhões da CDHU, e as moradias estão equipadas com kit de eletrodomésticos (geladeira, fogão e micro-ondas) para famílias com renda mensal de até três salários mínimos.

"Nós estamos entregando hoje 260 moradias com toda a infraestrutura completa. Um empreendimento que é referência de habitação social para o Brasil, não só para o Estado de São Paulo. E a pedido do governador João Doria, as moradias já vêm equipadas com um kit básico de eletrodomésticos para quem ganha até 3 salários mínimos, o que facilita a vida dos mais necessitados", afirmou Marangoni.

Os apartamentos têm dois dormitórios, sala de estar, banheiro, cozinha, área de serviço e área útil de 56,62 m², além de unidades adaptadas para pessoas com deficiência. Os cinco blocos contam com estacionamento para carros e motos, playground, equipamentos de ginástica, quadra poliesportiva, horta comunitária, espaço pet e portaria 24 horas.

O financiamento dos imóveis já segue as novas diretrizes da Política Habitacional do Estado de SP, que preveem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Assim, as famílias pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos trinta anos de contrato, que sofrerá apenas a correção monetária calculada pelo IPCA, o índice oficial do IBGE.

O valor das parcelas é calculado levando-se em conta a renda das famílias, que podem comprometer, no máximo, 20% dos rendimentos mensais com as prestações. No conjunto habitacional que está sendo entregue, 95,77% das famílias contempladas ganham até três salários mínimos. O valor da menor prestação é de R$ 220,00.