Novos Tempos nova política

"E, lançando-lhes sortes, caiu a sorte sobre Matias. E por voto comum foi contado com os onze apóstolos." Atos 1:26

Por RALPH MARIANO 30/07/2019 - 12:50 hs
Entre os apóstolos de Jesus, Matias foi eleito para suceder Judas Iscariotes, após este ter traído Jesus.
Matias não havia sido citado até ali, em nenhum outro trecho da Bíblia, sendo assim comparado ao que chamamos na política atual de outsider.
Judas, apóstolo que foi substituído após sua morte, era o traidor, o que vendeu sua posição de destaque, por 30 moedas de ouro. Sendo assim, nada difere Judas de dinossauros políticos que conhecemos.
Apesar de ser comparado a um outsider, Matias estava lá, preparado e bem formado para assumir o posto ao qual foi eleito. Havia participado de todo o ministério de Jesus, preenchia todos os pré-requisitos para o cargo a que foi candidato.
Judas, por sua vez, traiu seu povo e seus pares, descumprindo promessas, leiloando suas posições.
A nova política pede que sejamos como Matias, e não como Judas. Em tempo, aquele que está associado à política velha, de troca de favores e alianças excusas, como as de Judas, não tem colhido bons resultados nas urnas. Mais cedo ou mais tarde darão lugar a novas lideranças, que como Matias, tenham boas intenções, vontade de servir, atreladas à boa preparação teórica e prática. 
O que nossos políticos desejam oferecer ao eleitor?